Avançar para o conteúdo principal

Realizar ações de cidadania?

DEDIQUE PELO MENOS UMA HORA, POR MÊS, DE SUA VIDA À MELHORIA DA SOCIEDADE E DO PAÍS


"Cidadania é fazer diferença na sua comunidade, na sua sociedade, no seu país"
Peter Drucker


1 - Forme um grupo de colegas, de amigos, de vizinhos, de parentes. No trabalho, na escola, no condomínio, na comunidade.

No trabalho em grupo há mais sinergia e energia, obtém-se melhores resultados, e constitui uma experiência mais enriquecedora. Além dos benefícios das relações sociais.

Os grupos precisam ter uma organização básica: definir lideranças ou coordenação (desejável fazer rodízio), definir papéis e responsabilidades, organizar informações, etc.

2 - É desejável que os membros do grupo leiam pelo menos as seguintes partes do livro O Legítimo E Necessário Toma Lá Dá Cá , de Enio Resende: introduções 1 e 3, capítulos 1, 2, 3, 4, 5, 7, 8, 9, 11 e 18. São todos capítulos curtos, cuja leitura pode demorar de 10 a 15 minutos cada um.

Sugere-se que as primeiras reuniões do grupo sejam destinadas a discutir os
temas desses capítulos.
3 - Cada grupo deve escolher um ou mais assuntos aos quais o grupo irá se dedicar. Como exemplos:

• Contribuir e influenciar para melhorar o espírito de cidadania e a participação político-social no seu meio, no ambiente em que vive. (Re)ler os capítulos
do livro "Politizemo-nos", "Homem - um animal político" e "Reinventando a
política".

• Promover campanhas para que as pessoas votem bem, com mais responsabilidade, não só para presidente e governador, mas também para os demais cargos eletivos.

• Difundir idéias para preservação do meio ambiente, evitar desperdício de energia, de água, de alimentos, etc.

• Ajudar a melhorar o nível de comportamento ético no seu meio, na sociedade. Como exemplo, fazer campanha para acabar com as situações de pequenas corrupções, como dar propinas para conseguir coisas e livrar de problemas. (Re)ler capítulo do livro "Um banho de ética".

• Desenvolver campanhas para diminuir a violência na televisão, no trânsito, nos estádios, etc.

• Criar interesse nas pessoas pela leitura, pelo desenvolvimento cultural do país.
• Desenvolver campanhas para que as pessoas fiquem mais exigentes como consumidoras,

• Combater o negativismo excessivo e derrotista. Propagar o otimismo e a crença em um mundo melhor. Que nós devemos ajudar a construir. (Re)ler o capítulo do livro "Uma trégua ao negativismo"

• Desenvolver campanhas para estimular atuação como voluntário em alguma ONG educativa ou de assistência social.
 
• Manter ou aumentar sua ajuda à organização em que trabalha para ter melhores
resultados de produtividade e qualidade, satisfazer melhor seus clientes ou
usuários.

• Se a maioria das organizações tiverem melhor desempenho, a sociedade como
um todo será beneficiada. 


Os grupos devem desenvolver maneiras de promover esses movimentos e campanhas - mais apropriados para cada situação: palestras, debates, seleção e distribuição de textos, criação de jornal especial, elaboração e distribuição de cartilhas, envio de mensagens via intranet, campanhas através de cartazes, representação teatral etc.

Atenção
a) A relação acima apresenta alguns exemplos e sugestões. Cada grupo pode e deve encontrar outros objetivos e maneiras de atuar.

b) Quem já exerce algum tipo de liderança na profissão (gerente, supervisor, professor, etc.) poderia orientar, favorecer e estimular a formação de grupos de cidadania.

c) É importante que cada grupo aprenda os caminhos e formas de buscar informações; conheça os movimentos de cidadania, as ONGs mais importantes. Aprenda como se relacionar com outros grupos, como se relacionar com a comunicação social, como e a quem encaminhar solicitações, sugestões, reclamações, etc.


IMPORTANTE:

ALÉM DE AJUDAR A MELHORAR A SOCIEDADE E O PAÍS, SUA VIDA TERÁ MUITO MAIS SIGNIFICADO E FICARÁ MUITO MAIS INTERESSANTE, SE VOCÊ PRATICAR MAIS A CIDADANIA. Sobre isto, ler ou reler o capítulo "Uma nova maneira de ver a cidadania"

Fonte: consultor Ênio Resende

Mensagens populares deste blogue

Oil and gas in Portugal? No!

Não, não  consigo imaginar o que acontecerá depois do inicio da exploração de hidrocarbonetos na costa de Portugal... o que acontecerá à flora, à fauna  e ao meu coração português!
Fotografia tirada por mim em Aljezur

Não seja mero espectador

Envelhecimento da população pode pôr em causa as dádivas de sangue (Fonte: SIC notícias)


Do que está à espera? Não seja um mero espectador! Quem se vê numa situação de necessidade sabe a importância do que estou a falar. Não custa nada... é tão fácil!  Dirija-se ao serviço de sangue do hospital da sua zona de residência.

Fotografia tirada por mim no palco do Teatro Lethes em Faro


Mira

Olhe para além do horizonte...

o que para si é dado como garantido pode não ser para qualquer outro cidadão...

O valor de estar seguro?
De ter cuidados de saúde?
De ter a acesso à educação?
De ter liberdade para dizer o que pensa?

....olhe ... olhe bem...

participe, doe, faça...

seja ativo e não se conforme com a injustiça...

Sinta-se O cidadão isento, com visão genuína, transparente e transversal. Estabeleça prioridades, saiba perder...Seja  verdadeiramente feliz!

Fotografia tirada por mim em Aljezur