Avançar para o conteúdo principal

Ações de cidadania - Património Cultural

 
 
• Desde logo, ao passear no campo, esteja atento. Se encontrar uma anta, um menir ou outro monumento que julgue não estar referenciado, informe a DGPC (Direção-Geral do Património Cultural)  através do formulário online (www.igespar.pt).
• Contacte ainda este organismo se detetar situações de abandono ou degradação, para que proponha soluções aos respetivos proprietários.
• O património pode sofrer danos devido a obras não autorizadas. Se duvida de que os trabalhos junto a um monumento da sua região têm licença ou estão acompanhados por um arqueólogo, denuncie o caso.
• Outra forma de proteger o património é fazer um pedido de classificação. O imóvel ou sítio passa logo a ser monitorizado pela DGPC.
• Neste momento, estão em revisão muitos planos diretores municipais (PDM), que definem áreas urbanas, rústicas e agrícolas. São um importante instrumento para conhecer o território. Em regra, encontram-se nos portais na Net das câmaras. Não deixe de intervir na sua discussão. Pode participar nas reuniões ou entregar a sua opinião por escrito ou e-mail.
 
_deco/detalhe/cidadania_na_agenda.html

Mensagens populares deste blogue

Oil and gas in Portugal? No!

Não, não  consigo imaginar o que acontecerá depois do inicio da exploração de hidrocarbonetos na costa de Portugal... o que acontecerá à flora, à fauna  e ao meu coração português!
Fotografia tirada por mim em Aljezur

Não seja mero espectador

Envelhecimento da população pode pôr em causa as dádivas de sangue (Fonte: SIC notícias)


Do que está à espera? Não seja um mero espectador! Quem se vê numa situação de necessidade sabe a importância do que estou a falar. Não custa nada... é tão fácil!  Dirija-se ao serviço de sangue do hospital da sua zona de residência.

Fotografia tirada por mim no palco do Teatro Lethes em Faro


Mira

Olhe para além do horizonte...

o que para si é dado como garantido pode não ser para qualquer outro cidadão...

O valor de estar seguro?
De ter cuidados de saúde?
De ter a acesso à educação?
De ter liberdade para dizer o que pensa?

....olhe ... olhe bem...

participe, doe, faça...

seja ativo e não se conforme com a injustiça...

Sinta-se O cidadão isento, com visão genuína, transparente e transversal. Estabeleça prioridades, saiba perder...Seja  verdadeiramente feliz!

Fotografia tirada por mim em Aljezur