Avançar para o conteúdo principal

Cidadão feliz - Cidadão SEGURO

Caro seguidor,

Nesta semana serão publicadas algumas informações sobre segurança rodoviária.


A segurança dos peões é o tema central da Semana Mundial da Segurança Rodoviária.

 Portugal apresenta um dos piores desempenhos da Europa.

“Prevê-se que a mortalidade rodoviária passe de sétima para quinta causa de morte até 2020, o que significa que as políticas de mobilidade e de segurança rodoviária precisam de ser todas revistas”, afirma o presidente da Associação de Cidadãos Auto-Mobilizados, Manuel João Ramos, à Renascença.

“O que a OMS veio consagrar foi uma mudança de paradigma fundamental, isto é, olhar a sinistralidade rodoviária não como um efeito colateral de um sistema de transportes, mas como um problema fundamental de saúde pública e com níveis de mortalidade que são das mais graves em todo o mundo”, acrescenta.

Nas ruas de todo o mundo, morrem cerca de 270 mil pessoas por ano, quase um quarto do número total de vítimas mortais provocadas pela sinistralidade rodoviária (22%).

Neste âmbito, Portugal apresenta dados melhores que a média mundial, porque a Europa apresenta melhores resultados do que os restantes continentes, mas, ainda assim, entre os piores no conjunto dos 27 (17%  do número total de vítimas mortais provocadas por acidentes na estrada).

Mas mais: em Portugal, morrem cerca de 100 peões por ano e outros 400 ficam gravemente feridos. Uma percentagem de 10% dos atropelamentos dão-se em passadeiras.

Os homens são as principais vítimas (quase o dobro das mulheres) e mais de metade das vítimas tem 60 ou mais anos.





Fonte: http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=25&did=106426

Mensagens populares deste blogue

Oil and gas in Portugal? No!

Não, não  consigo imaginar o que acontecerá depois do inicio da exploração de hidrocarbonetos na costa de Portugal... o que acontecerá à flora, à fauna  e ao meu coração português!
Fotografia tirada por mim em Aljezur

Não seja mero espectador

Envelhecimento da população pode pôr em causa as dádivas de sangue (Fonte: SIC notícias)


Do que está à espera? Não seja um mero espectador! Quem se vê numa situação de necessidade sabe a importância do que estou a falar. Não custa nada... é tão fácil!  Dirija-se ao serviço de sangue do hospital da sua zona de residência.

Fotografia tirada por mim no palco do Teatro Lethes em Faro


Mira

Olhe para além do horizonte...

o que para si é dado como garantido pode não ser para qualquer outro cidadão...

O valor de estar seguro?
De ter cuidados de saúde?
De ter a acesso à educação?
De ter liberdade para dizer o que pensa?

....olhe ... olhe bem...

participe, doe, faça...

seja ativo e não se conforme com a injustiça...

Sinta-se O cidadão isento, com visão genuína, transparente e transversal. Estabeleça prioridades, saiba perder...Seja  verdadeiramente feliz!

Fotografia tirada por mim em Aljezur