Avançar para o conteúdo principal

Cidadãos comuns versus Cidadãos únicos

Porque é que algumas pessoas,  pensam e falam como lhes apetece sobre Cidadãos famosos/únicos?

Será que  não são igualmente pessoas e que no seu todo também têm sentimentos, angústias, felicidades e infelicidades?

A busca constante no respeito pelo outro, quer se seja homem ou mulher, idoso ou criança, rico ou pobre deve estar inscrita no nosso berço.

Procuremos que na nossa vida não haja uma separação entre "Cidadãos de Topo" e "Cidadãos comuns" todos podemos e devemos contribuir para uma sociedade mais justa.

 Haja oportunidade!

Mensagens populares deste blogue

Oil and gas in Portugal? No!

Não, não  consigo imaginar o que acontecerá depois do inicio da exploração de hidrocarbonetos na costa de Portugal... o que acontecerá à flora, à fauna  e ao meu coração português!
Fotografia tirada por mim em Aljezur

Não seja mero espectador

Envelhecimento da população pode pôr em causa as dádivas de sangue (Fonte: SIC notícias)


Do que está à espera? Não seja um mero espectador! Quem se vê numa situação de necessidade sabe a importância do que estou a falar. Não custa nada... é tão fácil!  Dirija-se ao serviço de sangue do hospital da sua zona de residência.

Fotografia tirada por mim no palco do Teatro Lethes em Faro


Mira

Olhe para além do horizonte...

o que para si é dado como garantido pode não ser para qualquer outro cidadão...

O valor de estar seguro?
De ter cuidados de saúde?
De ter a acesso à educação?
De ter liberdade para dizer o que pensa?

....olhe ... olhe bem...

participe, doe, faça...

seja ativo e não se conforme com a injustiça...

Sinta-se O cidadão isento, com visão genuína, transparente e transversal. Estabeleça prioridades, saiba perder...Seja  verdadeiramente feliz!

Fotografia tirada por mim em Aljezur